8 dicas para tirar seu filho do celular.

#planejamento #softskills #rodadavida #margieducation


É uma dor social, geral, a problemática do excesso do uso dos smartphones por parte das crianças e jovens. Diariamente eles não desgrudam do aparelho celular, quase em nenhum momento, e quando não estão com ele, de alguma forma estão ainda conectados a eles.


O que eles fazem tanto no celular? Eles jogam, jogam, jogam “Free Fire”, Roblox, Minecraft. Eles conversam e conversam em seus próprios grupos nas redes sociais, eles postam fotos, eles marcam amigos no Instagram, no facebook. Estamos falando de uma geração que cresce sem ter nenhuma responsabilidade com o meio em que vive, e principalmente, consigo mesmo.


São aqueles filhos desinteressados com a vida e apresenta comportamentos como: preguiça, “mimados” e que não podem se frustrarem com nada – tem quer ser do jeito dele. Alguns são introvertidos, pois o jogo também gera isolamento, outros fazem as coisas de qualquer jeito como se estivessem em uma fase de um jogo, só estudam se os pais tiverem no pé e outras listas infinitas que não daria aqui para escrever.


Agora, como pai, como posso fazer com que meu filho passe a ser mais uma pessoa responsável, com interesse nos estudos, determinada e que seja um símbolo de orgulho, um campeão?


1ª dica – Seja um exemplo.


Primeiro, devemos está ciente que o quê nosso filho é hoje são resultados de hábitos impostos pelos pais de forma inconsequente, e pelos meios que o cercam. Se um pai todo dia pela manhã grita, “berra” com o filho para se levantar da cama, não se preocupe que em menos de duas semanas ele estará “berrando”. As crianças têm a habilidade de aprender pelos exemplos, muito mais de que pelos conceitos. Primeiro ato, seja um exemplo.


2ª dica – só 1 hora por semana


O outro desafio é que precisamos estar mais conectados aos nossos filhos, mais do que os celulares e as outras pessoas. Tem pai que passar mais tempo se preocupando em ajudar os outros e não conseguem tempo para ajudar no crescimento de seu próprio filho, um paradoxo estupendo. Seu segundo ato para ajudar seu filho a ser uma pessoa mais produtiva (responsável, com interesse em crescer, estudioso) é você reserva no mínimo uma hora por semana para seu filho. Não é pedir muito tempo de sua vida. Uma hora, se você já conseguir isso verá de forma rápida como as coisas irão melhorar. Agora, o que fazer nesse tempo?

3ª dica – Defina Perspectivas do Futuro com o seu filho (Metas)


Você irá usar sua hora semanal para definir metas e planejamento semanal para seu filho. Você precisa definir uma meta de interesse. A meta pode ser vinculada a algo que ele esteja pensando como profissão, algum desafio da escola, alguma viagem que deseja, não importa o que seja, o mais importante é que exista algo para buscar, para avançar.

Preste bastante atenção, a meta deve ser definida por ele. Não se preocupe, pois agora é o meu momento para sua criança testar e aprender com os erros, lógico tudo tem limite e não precisa aqui detalharmos exceções. Exemplos de meta: quero ser jogador, quero ir viajar para o Canadá, desejo ser médico etc.

Quando falamos em meta, nesse caso estamos dizendo que é uma meta para que as coisas passem a ter sentido para ele, e que ele possa ter um objetivo. Não adianta você falar para ele que ele precisa estudar, se ele não tem perspectiva de futuro. Então, é preciso criar em seu filho uma perspectiva de futuro (metas), sem se preocupar se ele irá mudar depois, lembre que também é só uma criança, pode e deve cometer erros, para que no futuro esteja preparado.


4ª Dica - Definindo Meta com a Roda da Vida


Como criar essa perspectiva quando nem eu nem meu filho tem a mínima ideia por onde começar. Se eu perguntar a ele qual a meta, ele pode falar: “não sei dizer”. Nesse caso, o que faço? Bom pai, existe ferramentas de desenvolvimento pessoal que você pode usar nesse processo e aqui irei citar a “Roda da Vida”.


A Roda da Vida é uma ferramenta, que usamos quando a pessoa não sabe por onde começar. Essa ferramenta (ilustrada na figura 01) é um círculo, onde é dividido em 5 ou mais partes. Se a conversa com o seu filho for sobre o que quer ser no futuro (profissão), você pode colocar em cada divisão o nome da profissão que ele acha e você também pode sugerir.

Depois você pedirá para ele pontuar com um valor na escala de 1 a 10, qual a profissão que ele acha mais relevante. Em seguida, você pede a ele para escolher 1 profissão que deseja focar no momento. Não se preocupe, nesse momento você pode conversar com ele, opinar. O importante é ter um ponto de começo. Em seguida, é importante especificar onde quer chegar com essa informação, meta. Exemplos: desejo nesse mês saber o quanto gosto da profissão X, quero verificar o quanto preciso estar preparado para viajar em 2030 para o Canadá


Baixe nosso Guia Completo de Como usar a Roda da Vida passo a passo em seu filho.


5ª Dica – Aproveitando para Alinhar as tarefas da escola a meta.


Ao definir o que deseja seguir, ou definir a tarefa a ter foco, você pode conversar com o seu filho como e quais disciplinas da escola, pode ajudar ele no alcance de seus objetivos. Veja que agora as coisas passam a ter sentidos para seu filho. Não é ir para escola porque o pai mandou ir, é porque agora existe um propósito, uma perspectiva de futuro alinhada ao presente.


6ª Dica – Planejamento Semanal - Ações


Agora é hora de fazer um planejamento semanal. Quais ações irá fazer para atingir os objetivos e provocar ele a acrescentar mais coisas em seu planejamento, como: estudar mais inglês, fazer uma pesquisa sobre a profissão, conversar com algum profissional, conversar com algum amigo, estudar mais matemática, que horas irá jogar, etc.


7ª Dica – Acompanhar execução.


Depois de definir as ações é hora de acompanhar. Você pode colocar o planejamento colado em algum lugar da casa que seja visível a todos, ou até mesmo, usar alguma ferramenta tecnológica para auxiliar (aplicativo).


8ª Dica – Divirta-se com seu filho


Tente fazer isso de uma forma divertida, seu filho deve ter entre 7 a 16 anos. Então é um momento também de conexão e você está mostrando agora a ele na prática, que está preocupado com o futuro dele. Lembre-se que você ainda é autoridade maior, e que quando a dúvida persistir por parte dele, você deve empurrar ele em alguma escolha.

Alguns podem até perguntar se não é muito cedo para isso. Veja, no início eu falei dos hábitos que as crianças facilmente incorporam, o problema é que quanto mais velho for a pessoa, mais difícil estará para ser aberta a mudança. A melhor hora de você fazer isso é agora. Vai lá e baixe o passo a passo para usar a Roda da Vida (modelos prontos).



Baixe, AGORA, nosso Guia Completo de Como usar a Roda da Vida passo a passo em seu filho.



Por: Reginaldo Santana (CEO da MargiEducation)


214 visualizações

© 2019 por MargiEducation

  • Instagram ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social

Av. Getúlio Vargas, 468, Sala 1, 1ª andar

Centro. Estância-SE /

Galeria em Frente a Clínica Dr. Alexandre.

E-mail: margi@margieducation.com

Contato:  (79) 99935-1853